Entrevista - Mafalda Fernandes (Literatura)

O meu interesse pela literatura fez com que quisesse saber a opinião de outras pessoas que também partilham desse interesse. Hoje a entrevista é direcionada a uma amiga que tal como eu, pertence ao blogger. Visitem o blogue Mil e uma formas de amar (Mafalda Fernandes).

1 - Boa noite Mafalda. É um prazer ter a sua presença na diáspora. Quando surgiu o seu gosto pela literatura?
Boa noite Pedro. Ora essa, o prazer é todo meu. Bom, o gosto pela literatura surgiu aos meus 11 anos. Quando a minha professora de português falava dos livros que tinha em casa, dos que ela escrevia e afins. Lembro-me que ás vezes não tínhamos trabalhos de casa e eu pedia-lhe para me dar um tema que eu escrevia sobre isso, ou para me emprestar uns desses livros. Desde então a escrita e a leitura começaram a fazer parte da minha vida. Já aos 16 resolvi partilhar com o “mundo” o meu dom (sim porque todos temos um dom ou vários e um dos meus é esse, pelo que dizem). Criei um blogue que hoje tem o nome de “Mil e uma formas de amar”.


2 – Prefere, ler ou escrever?
Se tivesse que escolher seria difícil, pois gosto de ambas. Gosto de um bom livro, aqueles que prendem e deixam curiosidade de ler mais e mais quase sem “respirar”. Por outro lado, escrever é um libertar de sentimentos, sejam eles de alegria, tristeza, paixão ou até mesmo raiva. Amo ler e escrever. No meu caso uma completa a outra.

3 – Qual o género literário com que mais se identifica?

Romance sem dúvida alguma! Sou uma eterna apaixonada. Também porque me considero uma mulher bastante romântica. Acho o amor um dos mais poderosos sentimentos. Tanto é que praticamente só escrevo textos/histórias de amor como podem ver no blogue ou na participação que tenho no livro “Cartas de amor”. Se um dia poder realizar o sonho de escrever um livro seria de amor. Mas obviamente que gosto de mais géneros literários.



4 – Quem é a sua maior influência para a escrita?

Como referi à pouco gosto de romances e uma grande influência que tenho é Nicholas Sparks, adoro a maneira como ele escreve, o toque que ele tem para as palavras, à medida que vou lendo vou imaginando as cenas na cabeça… Acho perfeito! E inspiro-me muito nele para escrever os meus textos ou histórias (P.S.: tenho quase a coleção completa dele).



5 – A quem daria o prémio Nobel da Literatura se tivesse esse poder?

Uma pergunta bastante difícil! Daria a Fernando Pessoa se fosse vivo. Agora, talvez ao Nicholas pelo trabalho que tem feito. Cada vez melhor.



6 – Qual o provável futuro de Portugal quanto à literatura? Tenho esperança que daqui a uns anos a produção e venda de livros aumente nitidamente. Eu como leitora e “escritora” sonho que as editoras deem oportunidades a novos talentos, sejam eles de jovens ou de adultos, mas que não fechem as portas, que continuem a apostar em pequenas coisas que possam aparecer. Espero que daqui a alguns anos possa olhar para trás e ter já publicado quem sabe o meu livro e outros mais como eu que tenham esse sonho.

Aproveito para deixar um apelo aqui aos seguidores e que eles passem a palavra! “Leiam mais em vez de estar horas e horas em frente ao computador a jogar (não condeno quem o faça, atenção) e escrevam, não há nada melhor que expressar o que nos vai na alma.” Eu tenho essa rotina, todos os dias antes de ir descansar escrevo e leio um pouco do livro que neste momento tenho em mãos. São dois grandes prazeres da vida!

Mas infelizmente talvez não seja assim como estou a descrever. Os jovens de hoje em dia apostam menos em livros e mais em tecnologias (embora também eu seja apreciadora disso). Vamos acreditar e pensar positivo. Bons pensamentos atraem coisas positivas.


 7 – Que influência tem a música naquilo que escreve?
Por incrível que pareça, a música tem muita influência quando escrevo! Normalmente ponho sempre uma música calma, apenas com melodia (de piano ou guitarra de preferência). Praticamente só escrevo de amor (e não, não é por estar completamente apaixonada) porque é um assunto que adoro, acho o tema amor muito bom para ser tratado e explorado e há várias formas de amar algo/alguém. Quando isso acontece oiço músicas que me dizem algo, talvez pela letra, ou porque me deixo contagiar pelo ritmo. Há dias em que estou em baixo e por algum acaso toca uma música na rádio, identifico-me com a letra e deixo-me pura e simplesmente levar pela melodia e as palavras correm fluentemente sem nada programado, já cheguei a chorar à medida que ia escrevendo e ouvindo. Entrego-me completamente e quando isso acontece é porque há verdade no que escrevemos e não é meramente só mais um texto/história.


8 – Como se imagina daqui a uns anos?

No que toca à escrita gostava de já ter publicado pelo menos dois livros. Na música, que aprenda a tocar piano. Na vida profissional que o trabalho seja cada vez mais e consiga trabalhar com as minhas crianças e por fim, pessoal, espero estar casada, com dois filhos e continuar a ter o melhor homem do mundo ao meu lado e com a minha família feliz! Ah, e que consiga fazer uma biblioteca em casa *-*

Aproveito para deixar um apelo:
Há muitos artistas pelas ruas do Porto, Lisboa e em várias cidades, com um talento enorme que esperam por uma oportunidade, talvez comece por aí a mudança. Apostar nesses talentos. Porque podemos evoluir, basta nos apoiarem!


Muito obrigado Mafalda! Partilhamos o mesmo sentimento pela literatura!

16 comentários:

  1. Loved reading the interview... :)

    http://scribbleyourthoughts.blogspot.in

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. thank you for the visit and comment! :)

      Eliminar
    2. Thnx for dropping by my blog...Have followed u back... :)

      Eliminar
  2. Amei a entrevista, não imagina o quanto me identifiquei nas respostas, quase digo que fui eu mesma a responder e já não me lembrava de o ter feito. Espero ver pelas livrarias um top seller com o seu nome na capa. Felicidades Mafalda :)

    excessodenatureza.blogspot.pt

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Antes de mais obrigada! Depois deixa-me bastante contente saber que como eu ha mais pessoas a partilhar da mesma opiniao! Infelizmente nao ha tantas oportunidades nem elas aparecem do ceu! Gostava que num futuro proximo dessem mais valor ao que as vezes estas mesmo debaixo do olho

      Eliminar
  3. Muito bom! :O Concordo com muitos aspetos que a Mafalda fala, nomeadamente no que diz respeito às camadas mais jovens. Cada vez mais a leitura tem um papel na vida deles, sendo substituída por tablets, jogos e afins. Nada contra, apenas cada coisa no seu lugar. Como também já escrevi e editei um livro concordo que há poucos apoios, tudo palmadinhas nas costas e parabéns mas nota-se que não há uma cultura de escrita em portugal. Há tanta gente por este país com um dom magnífico para a escrita e que são constantemente recusados os seus originais ou recebem propostas com valores absurdos, completamente desproporcionais com a carteira de cada um.
    Muitos parabéns aos dois e uma excelente iniciativa! :D
    Beijinhooo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada! Prezo em saber que ha mais gente que se identifica! Sim os jovens andam um pouco distantes dos livros o que me provoca um certo descontentamento! Nao somos todos iguais mas tenho pena em que neste caso nao sejemos! Mas a esperanca e a ultima a morrer! Acredito ou pelo menos quero acreditar que num futuro proximo as coisas mudem.

      Eliminar
    2. De nada, ora essa! Fiquei com curiosidade de saber mais sobre o que escreves, Mafalda :) e eu também acredito que a algum ponto a situação reverta, ou pelo menos quero acreditar que ainda não descobriram o que os cativa. ;)
      Pedro, se quiseres saber mais alguma coisa sobre o livro tens um separador no meu blogue onde podes ter acesso a informação e a página do facebook, que está um bocadinho em stand by. Ah e quando estava a falar das pessoas que escrevem lindamente não estava a falar de mim, obviamente hahahah Tenho imenso para aprender e muito por onde ouvir críticas construtivas, que aceito de bom grado.
      E estás à vontade, sabes onde me encontrares! Obrigada pelo comentário! :D

      Eliminar
    3. Vou passar por lá para espreitar :)

      Eliminar
    4. Sofia, tens o meu blogue: Mil e uma formas de amar la tem bastantes coisas ou o meu fb basta pores Mafalda Fernandes

      Eliminar
  4. Obrigada, Pedro! :D Se precisares de ajuda diz qualquer coisa! :D E quero saber o que achaste depois, ainda que tenhas alguma crítica a fazer!
    Beijinho

    ResponderEliminar